Situação Atual
Herigard foi uma das primeiras terras descobertas pelo homem mas também foi uma das primeiras a serem esquecidas. Quando uma fenda temporal se abre, os infortúnios dessa terra a muito esquecida, voltam. Seus deuses despertam, seus reis pedem sangue e suas criaturas andam a espreita na calada da noite.
Novidades
17.11
Confira os sistemas do fórum aqui!

17.11
Conheça os cannons do fórum e fique atento as histórias que envolvem a trama!

17.11
Veja nossas casas Aqui e decida de qual fará parte.
Reconhecimento
Kai D. Renelf
Senhor do Centro
Nombre apellido
Mejor Villano
Nombre apellido
PJ más activo
Irmãos

Élite 01/40
Zonkos
Zonkos
Créditos
Skin hecho por Hardrock de The Captain Knows Best Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Sereto em Qui Nov 15, 2018 10:12 pm



Nome Completo
frase bem aqui




DADOS BÁSICOS

Idade: Diga-nos quantos anos seu personagem tem.
Terra: A aqui você diz a qual terra pertence, ou se é renegado.
Classe: Qual a raça do seu personagem? Vampiro, bruxo, elfo, herigardiano...
Status social: Rico, camponês, artesão, ator, bispo...


Por que escolheu essa nacionalidade?

Aqui

Personalidade
Escreva, de forma detalhada, sobre o psicológico de sua personagem. A forma de pensar, os medos, e tudo aquilo que achar relevante sobre a personalidade da personagem.
Físico
Descreva detalhadamente como sua personagem é. Aparência, o que gosta de vestir. Novamente dizendo que vocês não precisam, necessariamente, ficar nas mesmices.


HISTORIA

Aqui você contará sua história, desde o nascimento até se tornar quem é hoje. Se for um vampiro, lobisomem ou bruxo, deverá contar como se tornou ou como descobriu seus poderes. Se for um elfo, como foi nascer em meio a floresta e etc. Se for da realeza, como é se portar em meio aos lordes e se for um Herigardiano pode contar a história da família, o que faz, seus sonhos e etc.


Habilidades

Se você escolheu alguma classe que tem habilidades especiais como vampiros, lobisomens, bruxos, caçadores ou elfos, confira primeiro o tópico que as contém lá em central. Após ler, você poderá encontrar as habilidades das classes e deverá escolher DUAS para colocar aqui.


Agradecimientos a Frappuccino


Código:
<center><br><div style="height: auto;background: url(https://i.servimg.com/u/f34/16/70/27/99/tumblr10.png);padding: 10px;padding-bottom: 30px;width: 520px;"><br><div style="font-size: 50px;font-family: arial narrow;font-weight: bold;text-align: center;text-transform: uppercase;text-shadow: #996731 1px 1px, #402505 2px 2px;color: #f4f4f4;letter-spacing: -3px;line-height: 38px;margin-top: -5PX;margin-bottom: 15px;">Nome Completo</div><div style="background-color: #fcfcfc;font-family: calibri;font-size: 9px;letter-spacing: 1px;padding: 10px 2px 10px;text-transform: uppercase;"><strong><font color="black"><div align="center">frase bem aqui </div></font></strong></div><br><div style="background-image: url('IMAGEM 500x200');height: 200px;width: 490px;"><br></div><br><div style="background: #fcfcfc;width: 470px;height: auto;margin:0 auto;margin-top: 5px;padding: 10px;text-align: justify;padding-bottom: 40px;"><center><br><div style="width: 393px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: trebuchet ms;font-size: 9px;letter-spacing: 2px;padding: 12px 29px 12px;text-transform: uppercase;margin-top: 0px;"><strong>DADOS BÁSICOS</strong></div>
<table><tbody><tr><td><img src="IMAGEM QUADRADA AQUI" alt="" class="" style="display:inline;height: 156px;width: 150px;"></td><td><div style="width: 258px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: calibri;font-size: 9px;letter-spacing: 1px;padding: 10px;text-transform: uppercase;margin-bottom: 1px;"><strong>Idade: Diga-nos quantos anos seu personagem tem.</strong></div><div style="width: 258px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: calibri;font-size: 9px;letter-spacing: 1px;padding: 10px;text-transform: uppercase;margin-bottom: 1px;"><strong>Terra: A aqui você diz a qual terra pertence, ou se é renegado.</strong></div><div style="width: 258px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: calibri;font-size: 9px;letter-spacing: 1px;padding: 10px;text-transform: uppercase;margin-bottom: 1px;"><strong>Classe: Qual a raça do seu personagem? Vampiro, bruxo, elfo, herigardiano...</strong></div><div style="width: 258px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: calibri;font-size: 9px;letter-spacing: 1px;padding: 10px;text-transform: uppercase;margin-bottom: 1px;"><strong>Status social: Rico, camponês, artesão, ator... </strong></div></td></tr></tbody></table></center>

<center><div style="width: 393px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: trebuchet ms;font-size: 9px;letter-spacing: 2px;padding: 12px 29px 12px;text-transform: uppercase;margin-top: 0px;"><strong>Por que escolheu essa nacionalidade?</strong></div></center>
<div style="margin-left: 10px;margin-top: -5px;width: 431px;height: 210px;border: none;background: #ececec;padding: 10px;"><div style="height: 188px;border: none;overflow: auto;margin-top: 5px;padding: 5px;color: #000;text-align: justify;">Aqui</div></div>
<table><tbody><tr><td><center><div style="width: 170px;background-color: #212121;color: #fac f ;text-align: center;font-family: trebuchet ms;font-size: 9px;letter-spacing: 2px;padding: 12px 29px 12px;text-transform: uppercase;"><strong>Personalidade</strong></div></center><div style="width: 218px;height: 210px;border: none;background: #ececec;margin-left: 0px;padding: 5px;"><div style="width: 202px;height: 188px;border: none;overflow: auto;margin-top: 5px;padding: 5px;color: #000;text-align: justify;">Escreva, de forma detalhada, sobre o psicológico de sua personagem. A forma de pensar, os medos, e tudo aquilo que achar relevante sobre a personalidade da personagem. <br></div></div></td><td><center><div style="width: 175px;margin-top: 18px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: trebuchet ms;font-size: 9px;letter-spacing: 2px;padding: 12px 29px 12px;text-transform: uppercase;"><strong>Físico</strong></div></center><div style="width: 223px;height: 210px;border: none;background: #ececec;padding: 5px;"><div style="width: 208px;height: 188px;border: none;overflow: auto;margin-top: 5px;padding: 5px;color: #000;text-align: justify;">Descreva detalhadamente como sua personagem é. Aparência, o que gosta de vestir. Novamente dizendo que vocês não precisam, necessariamente, ficar nas mesmices. </div></div><br></td></tr></tbody></table>
<br><center><div style="width: 393px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: trebuchet ms;font-size: 9px;letter-spacing: 2px;padding: 12px 29px 12px;text-transform: uppercase;margin-top: 0px;"><strong>HISTORIA</strong></div></center>
<div style="margin-left: 10px;margin-top: -5px;width: 431px;height: 210px;border: none;background: #ececec;padding: 10px;"><div style="height: 188px;border: none;overflow: auto;margin-top: 5px;padding: 5px;color: #000;text-align: justify;">Aqui você contará sua história, desde o nascimento até se tornar quem é hoje. Se for um vampiro, lobisomem ou bruxo, deverá contar como se tornou ou como descobriu seus poderes. Se for um elfo, como foi nascer em meio a floresta e etc. Se for da realeza, como é se portar em meio aos lordes e se for um Herigardiano pode contar a história da família, o que faz, seus sonhos e etc.</div></div>

<center><div style="width: 393px;background-color: #212121;color: #fcfcfc;text-align: center;font-family: trebuchet ms;font-size: 9px;letter-spacing: 2px;padding: 12px 29px 12px;text-transform: uppercase;margin-top: 0px;"><strong>Habilidades</strong></div></center>
<div style="margin-left: 10px;margin-top: -5px;width: 431px;height: 210px;border: none;background: #ececec;padding: 10px;"><div style="height: 188px;border: none;overflow: auto;margin-top: 5px;padding: 5px;color: #000">Se você escolheu alguma classe que tem habilidades especiais como vampiros, lobisomens, bruxos, caçadores ou elfos, confira primeiro o tópico que as contém lá em central. Após ler, você poderá encontrar as habilidades das classes e deverá escolher DUAS para colocar aqui.</div></div>

</div></div><div style="width: 530px;background: #000000;text-align: right;padding: 5px;text-transform: uppercase;font-style: none;font-size: 8px;color: #bdbdbd;">Agradecimientos a <a href="http://sourcecode.foroactivo.com/u3491" target="_blank" rel="nofollow" style="font-size: 9px;font-family: calibri;font-style: none;text-transform: uppercase;">Frappuccino</a></div></center>
avatar
Mensagens :
156
Data de inscrição :
20/07/2014
Localização :
Casa de Sereto
Emprego/lazer :
Deus
Nível :
Indefinido

Identificação Básica
Classe: Deus
Energia:
9999999/999999  (9999999/999999)
Life:
999999/999999  (999999/999999)

Sereto
Ver perfil do usuário http://herigard.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Ashley Hood em Qua Nov 21, 2018 9:17 pm



Ashley Hood

Would you like to know the mysteries of my cover?




DADOS BÁSICOS

Idade: 22 Anos.
Terra: Centro - Renelf.
Classe: Caçadora
Status social: Lady da Casa Hood


Por que escolheu essa nacionalidade?

Considerando os paradigmas e tudo que é ensinado pelo povo do centro, acredito que minha personagem se encaixaria melhor nessa região. Os ensinamentos de paciência e amizade sempre foram muito importantes, e desenvolver isso em minha personagem com uma grande ambiguidade de trama seria uma coisa ótima.

Personalidade
Ashley é uma mulher fofa, meiga e carismática que consegue cativar corações onde quer que vá. Apesar de ser uma caçadora incrível e de renome em todo o Centro, Ash não costuma se gabar de seus feitos, sendo um apessoa humilde e de coração bom. Detesta injustiças, embora não costume fazer justiça com as próprias mãos já que ela acredita no "Castigo Divino" e na lei universal do "Carma": tudo que vai, volta, e nem sempre vai ser leve como aquilo que foi. Apesar de ser uma moça alegre, tem seu lado melancólico graças à morte de seus pais - e também com seu lado paterno da família. É curiosa com muitas coisas, um pouco tímida, mas sabe fazer amigos facilmente. Mesmo com a personalidade doce, a garota sabe quando e como ser incisiva e firme, além de ter respostas afiadas sempre prontas na ponta da língua - principalmente se forem para os caçadores novatos, já que ela faz questão de supervisioná-los sempre.
Físico
Ashley é uma garota de porte mediano, com cerca de 165cm de altura. Os longos cabelos castanhos vieram do pai, assim como suas características mais marcantes: Ash é filha de uma caçadora com um lobisomem e, quando está com raiva, suas íris castanhas ficam amareladas, assim como crescem orelhas de lobo em sua cabeça, motivo pelo qual ela sempre está com sua capa vermelha, que tornou-se seu símbolo de caçada. É uma garota de beleza incomparável e sabe muito bem disso, o rosto em forma de coração lhe dá um aspecto de ser uma bonequinha perfeita, e a aparência frágil a faz parecer feita de porcelana. Os braços são magros mas firmes, as pernas são torneadas e o corpo é curvilíneo, sendo perfeito em todos os aspectos. Costuma usar roupas pretas e vermelhas - cores símbolo de sua casa -, embora não dispense outros tipos de vestimenta.


HISTORIA

Ashley Hood nasceu em uma manhã de sol, dentro da casa que hoje seria sua. O clã Hood é uma antiga família que pertence ao reino do Centro, sendo esta de natureza nobre e com um único orgulho: serem caçadores, os melhores de toda a região. E foi ensinada neste orgulho que se tornou seu dogma até completar 13 anos.

Até essa idade ela nunca soube quem era seu pai, mas sempre sentia coisas estranhas consigo, assim como via também, e desde a tenra idade ela recebeu uma capa vermelha de sua mãe, a qual ela disse carregar o valor de sua casa, mesmo que na verdade fosse por outros motivos. Assim que completou 13 anos, durante uma caçada na floresta, Ashley perdeu o controle de suas emoções e deixou-se levar pela raiva, o que acarretou em um grave acidente com outros dois garotos. Por estar demorando a voltar, a mãe e o avô da menina foram atrás dela e a encontraram sentada em um poça de água misturada com sangue e lama, os olhos amarelos brilhando na escuridão daquela noite tempestuosa e as orelhas de lobo se projetando acima dos cabelos prata.

Desde então a menina sabe que é filha de um lobisomem, mas que apenas adquiriu suas características físicas que se manifestam quando se depara com emoções fortes - sejam negativas ou positivas -, mas que, felizmente, não se transforma nas noites de lua cheia.

Hoje é a nova líder do clã graças a um incidente com seus parentes: seu avô, avó e mãe foram em uma caçada quando a moça tinha 18 anos e nunca mais voltaram, o que a tornou a nova líder e lady governante da casa Hood. Apesar de ser tratada por todos como uma dama, Ashley sempre gostou de caçar e tornou-se implacável em sua região, e uma das melhores caçadoras do Centro, mesmo que seu pseudônimo - The Red Hood Hunter, apelido que recebeu graças à sua inseparável capa vermelha - seja conhecido por todos os reinos.

Embora seja uma líder dedicada, seu maior sonho é encontrar seu pai: ela quer conhecê-lo, e esse é o real motivo pelo qual sempre sai em todas as caçadas que consegue e, mesmo que dentro da família seja pregado o valor da verdade, ninguém sabe sobre seu segredo.

O manteria assim por quanto tempo fosse necessário.


Habilidades



— RASTREAMENTO: O caçador consegue perceber os mais diversos tipos de rastro, e, não só isso, também consegue distinguir de quem seriam aqueles rastros. Dessa forma, consegue ficar ciente da criatura que está a espreita, conseguindo se prevenir acerca de ataques inesperados. { Sem gasto energético}

— DESTREZA: Quando em combate, o caçador consegue analisar com perfeição quais são as intenções do inimigo, qual o seu plano de combate e qual seria o seu próximo ataque. Dessa forma, poderá planejar não só a defesa perfeita como um contra ataque eficiente também. {- 40 de energia}



Agradecimientos a Frappuccino
avatar
Mensagens :
10
Data de inscrição :
21/11/2018
Localização :
Renelf
Emprego/lazer :
Lady de Hood
Nível :
1

Identificação Básica
Classe: Caçador
Energia:
100/100  (100/100)
Life:
100/100  (100/100)

Ashley Hood
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Sereto em Qua Nov 21, 2018 9:28 pm

Boa ficha, bem escrita e com uma escrita fluída e de fácil entendimento. Gostei da forma simples em que narrou os acontecimentos, dando sempre destaque a força e determinação de sua personagem. Como criou uma casa nova, preciso que me mande a descrição dela e o brasão por meio de mp para que eu possa acrescentar a lista de casas do fórum!
avatar
Mensagens :
156
Data de inscrição :
20/07/2014
Localização :
Casa de Sereto
Emprego/lazer :
Deus
Nível :
Indefinido

Identificação Básica
Classe: Deus
Energia:
9999999/999999  (9999999/999999)
Life:
999999/999999  (999999/999999)

Sereto
Ver perfil do usuário http://herigard.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Mars Thorneworth em Qui Nov 22, 2018 6:20 pm



Mars Thorneworth
I know that I was born and I know that I'll die. The in between is mine. I am mine.




DADOS BÁSICOS

Idade: 26 anos
Terra: Vedryt - Leste.
Classe: Bruxo
Status social: Uma pária


Por que escolheu essa nacionalidade?

Mars possui uma personalidade complexa, sabe que as coisas que faz são abomináveis e sente remorso por isso, entretanto, sua sede de poder conforta seu coração e cala a bondade que ainda reside no seu ser. Egoísta e mesquinho desde pequeno, foi iniciado nas artes obscuras pela avó - uma cortesã aposentada que obtinha seu sustento com trabalhos para os poderosos. Mars ao descobrir a essência da deusa Vedryt se identificou imediatamente, uma entidade capaz de monstruosidades para atingir seus objetivos.

Personalidade
Mars é quieto e de poucas palavras, preza pela calmaria e pelo silêncio. Por fora é frio e apático, mas o bruxo veste uma fantasia para mascarar seus sentimentos conflituosos. Ele vive com um constante medo, por mais que sua região seja assolada pela escuridão as pessoas nutrem uma forte rejeição e ódio pelos bruxos - por isso, evita chamar atenção.
Físico
Mars carrega em si os traços das bruxas do Leste, pele morena queimada pelo intenso calor dos dragões e olhos negros como o céu sem estrelas. Seus cabelos estão sempre revoltos e parecem se mexer sozinhos, mesmo com a ausência do vento. Suas mãos são marcadas por cicatrizes e queimaduras - muitas vindas de seus experimentos e bruxarias, há pequenas tatuagens escondidas pelo seu corpo com significados diversos. Para ocultar qualquer detalhe que possa relacioná-lo a magia, ele costuma usar roupas longas, capas e chapéus, sempre em tons escuros.


HISTORIA

Yekathe odiava a vida que levava, tinha em suas veias o sangue mágico e amaldiçoado das bruxas, era uma descendente direta da deusa Vedryt. Quando criança, ouvia as histórias extraordinárias contadas por sua mãe, sobre um tempo em que magos e feiticeiras não precisavam se esconder e eram respeitados - a região leste atraía muitos praticamente da bruxaria, e um clã se fixou naquelas terras, os Thorneworth. Contudo, em algum ponto da história alguém decidiu que todas as bruxas deveriam ser queimadas e expurgadas de todo o mundo.

A bruxa não se contentava em viver sob a sombra do passado glorioso de sua raça e acabou condenando a sua vida e a do seu filho graças ao seu orgulho. Yekathe queria ter mais poderes e por isso invocou a deusa obscura, a mulher se achava digna o suficiente para estar na presença daquele ser. Mas Vedryt se insultou com a ousadia da mortal e iria executá-la, só que seus dons divinos captaram uma segunda presença naquela floresta escura - a bruxa carregava um filho em seu ventre.

Vedryt viu naquilo uma oportunidade, há tempos desejava ter alguém que servisse de olhos e ouvidos para ela entre os homens. Decidida, ofereceu o acordo a mulher: a vida daquela criança pertenceria a deusa, Yekathe aceitou de prontidão e não demonstrou nenhuma tristeza pelo destino do filho. Os meses se passaram e Mars nasceu, e antes mesmo de dar o seu primeiro choro foi marcado pelas mãos de Vedryt. Para equilibrar a balança da vida, a deusa ceifou a alma de Yekathe, transferindo sua energia vital para o bebê.

Mars foi criado pela avó e tinha consciência do seu destino, via e sentia com frequência uma presença maligna em seu encalço e por conta disso se dedicou a estudar o lado maligno e repugnante da magia. Atualmente, vive sob o disfarce de um artesão comum, enquanto aguarda pelo chamado de Vedryt.


Habilidades

— ARTES DAS TREVAS: Essa habilidade permite que o bruxo se simpatize com as sombras, utilizando delas ao seu favor e podendo conjurar criaturas formadas de puro breu como clones. Esses clones possuem a metade da barra de life e de energia dos próprios bruxos mas conseguem utilizar todas as suas habilidades de forma igual. { - 40 de energia}

— VERBO: É o poder mais importante de bruxas e feiticeiros, por meio deste poder podem evocar os elementos da natureza, plantas e animais; podendo comendá-los a fazer o que se bem entender como criar esferas, pequenos ataques direcionados até pequenos tremores de terra. { - 30 de energia}


Agradecimientos a Frappuccino
Mensagens :
2
Data de inscrição :
22/11/2018
Localização :
Vedryt - O Leste
Emprego/lazer :
Pária
Nível :
1

Identificação Básica
Classe: Bruxo
Energia:
100/100  (100/100)
Life:
100/100  (100/100)

Mars Thorneworth
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Eleanor Martinez em Qui Nov 22, 2018 10:06 pm



Eleanor Martinez
São as coisas que mais amamos que nos destroem.




DADOS BÁSICOS

Idade: 27
Terra: Terras além dos Reinos, Renegada do Reino Leste.
Classe: Bruxa
Status social: Herigardiana


Por que escolheu essa nacionalidade?

Escolhi acreditando que iria combinar com a trama que quero montar em relação à esta personagem. Uma Herigardiana, nascida no subúrbio do Reino Leste, foragida para as Terras além dos Reinos e criada por bruxas que buscam a derrubada dos poderosos e ricos barões de Herigard.

Personalidade
Eleanor é uma mulher fria, de poucas palavras e de temperamento colérico. Ela foi criada acreditando que os reinos de Herigar tiraram tudo o que tinha, incluindo sua mãe, e cresceu sendo alimentada com a ira contra os Nobres que, com sua soberba, tiram tudo dos pobres apenas para proveito próprio. Ellie marcha carregando uma bandeira de justiça e vingança contra os ricos e poderosos, buscando a revolta dos excluídos do Reino, custe o que custar. Além disso, ela tem a visão de que a Deusa Vedryt seria uma possível rival, buscando, assim, seguir seus passos ao mesmo tempo que tenta superar seus feitos. O único medo que ela nutre é o de falhar em sua busca por vingança.
Físico
Com 1,70m de altura e pesando 65Kg, Eleanor é uma mulher esbelta, bem bonita e sensual, devido à sua idade. Sabendo disso, muitas vezes ela joga seu charme nos outros para conseguir o que quer, principalmente em Homens. Morena, de cabelos quase ruivos, Ellie tem um rosto fino que combina bem com suas madeixas onduladas, sua pele branca parece nunca ter visto muito Sol e seus olhos castanhos escondem a severidade em seus pensamentos. Ela tem o costume de usar tranças bem simples, roupas comuns e perfumes doces e delicados.


HISTORIA

Era noite, chovia muito e o castelo que se estendia no topo da colina já tinha vivido dias melhores, ele mais parecia as ruínas de um reino esquecido após alguma batalha sangrenta. Metade de sua fundação estava comprometida, boa parte das pedras já tinham rolado morro abaixo, o portão de entrada estava bloqueado devido à um desmoronamento e grama, musgo e ervas-daninhas cresciam por entre as pedras que sustentavam seus muros, como se a natureza quisesse reivindicar aquele espaço novamente. Em uma primeira visa, estava totalmente abandonado.

Aquela era uma localidade que não constava nos mapas de Herigard e que pouquíssimos guerreiros do Leste tinham a audácia de se aproximarem, as Terras Além dos Reinos. Dentro do castelo abandonado, tenhas de aranhas, goteiras, muita sujeira e poeira davam conta da nova decoração ambiente, mas o que ninguém sabia era que ali, escondido debaixo de um alçapão aos fundos do Hall Principal, aonde antigamente seria a sala do Rei daquelas Terras, encontrava-se o esconderijo de um clã de Bruxas. Com salas bem iluminadas, corredores estreitos e um cheiro de enxofre que pairava pesadamente no ar, o lugar ideal para que seus residentes tivessem segurança e privacidade contra os pelotões de caçadores que os Reinos de Herigard insistiam em enviar contra seu povo.

Um trovão no céu fez a estrutura acima tremer, a madrugada se estendia e, em uma sala espaçosa, um grupo grande de Bruxas e Bruxos se agrupavam envolta de um círculo desenhado no chão. A sala tinha um pé-direito alto, com paredes escuras, mas cheia de tochas espalhadas nos cantos, os membros daquela seita estavam todos vestidos com roupões compridos, pretos e de capuz. Eles pareciam entoar algum tipo de canção, com as mãos estendidas na direção do círculo e com movimentos de corpo leves e sincronizados. O círculo, cheio de escritas e hieróglifos desconhecidos, parecia emitir um brilho azulado e fraco. Quando um segundo trovão bradou no céu lá fora, o círculo clareou ainda mais, como se aquela magia estivesse se alimentando dos raios e da força da natureza que se fazia presente naquela tempestade.

Eleanor estava em seu quarto, meditando, quando passos acelerados surgiram no corredor. Apressado e um pouco atrapalhado, um garoto de cabeça raspada, de no máximo 14 anos, entrou de modo atabalhoado, batendo a porta. O cômodo escuro era bem simples, nada mais além de uma cama, uma escrivaninha e um guarda-roupa velho.

— D-Desculpa s-senhorita Martinez, eu n-não queria bater a posta. E-e-eu fiz sem querer, é-é que eu esta-t-tava vindo te avisar e...

— Marco. — Ellie estava sentada no chão do quarto, em posição de lótus e de olhos fechados. Seu tom era baixo, devagar e suave.

— S-Sim?

— Respira! — Ela inspira devagar pelo nariz e solta todo o ar pela boca. O garoto a imita, como se aquilo fosse comum entre eles. — Agora, prossiga.

— Bom... — Ele repete o exercício. — Então, o ritual de passagem está pronto.

Eleanor abre os olhos, uma energia avermelhada banhava os glóbulos oculares da garota, tanto que não era possível nem ver a cor de sua íris, e pequenas faíscas se desprendiam de leve. Ela precisou piscar umas duas ou três vezes para dissipar tal energia. Só depois que seus olhos castanhos estavam novamente visíveis foi que ela se levantou. Vestia o mesmo roupão preto que os outros Bruxos, só não usava o capuz.

— Finalmente. Vamos! — Ela ainda mantinha o tom suave na voz.

Após a ordem da mais graduada, o pequeno Marco saiu pelo corredor com a morena em seu calcanhar. Andar por aqueles corredores escuros fez Martinez se lembrar de sua infância.

[FLASHBACK]

Como se viver no Reino Leste já não fosse ruim o bastante, principalmente por ser conhecida como a Casa dos Trapaceiros, imagina ter que crescer no subúrbio desse lugar. Todo dia era uma luta diferente em busca de comida, água ou evitando não ser morta por ladrões. Se bem que todos que vivam naquelas favelas tinham um traço de ladinos. As casas se estendiam e se amontoavam no morro que existia atrás dos muros da cidade principal, isso acabava formando vários becos e vielas estreitas que, devido à falta de iluminação, era o ambiente perfeito para se cometer furtos, roubos ou assassinatos.

O que os Barões e Governantes diziam era que aquele vilarejo era uma tática de guerra, a fim de evitar ataques de inimigos pelas montanhas atrás da cidade, mas o que parecia, para os que moravam ali, era que os ricos e poderosos tentavam esconder o povo pobre e necessitado nos fundos da metrópole, e ainda do lado de fora muralha.

A pequenina Ellie e sua mãe, Martha, viviam em um casebre de madeira aos fundos de um beco escuro. Todo dia um homem diferente aparecia por ali procurando sua mãe e, nessas horas, ela era obrigada a ficar brincando do lado de fora da casa. Sua mãe dizia que aquilo era conversa de adulto e que aqueles eram apenas amigos dela. Ellie só achava que sua mãe tinha amigos até demais. Por isso a menina estava acostumada a se virar quando estava com fome, pena que isso significava roubar comida das vendinhas que tinham longe dali. Vez ou outra ela era apanhada tentando pegar um nabo ou uma batata escondida e, a fim de não ser capturada, precisava correr e se esconder.

Um dia tudo isso foi por água abaixo, quando o velhote da vendinha apareceu na porta de sua casa e, surpreso, descobriu que ela era filha de Martha. Pelo o que a pequena tinha entendido, ele estava ali buscando os serviços que sua mãe prestava, mas, ao saber que Ellie era sua filha, ele acabou pedindo por um trabalho extra. Sua mãe recusou, óbvio, mas as semanas seguintes se mostraram aterrorizantes: Tanto Martha quando Eleanor começaram a ser perseguidas na rua, sua mãe não conseguia mais trabalho e até ameaças de morte elas chegaram a sofrer. Todo esse montante acumulado fez sua mãe tomar a decisão de pegar sua pequena Ellie e sair daquele lugar.

Martinez se lembrava da brisa fresca que aquela noite tinha, do cheiro forte de terra molhada e da tempestade que se aproximava ao longe. Martha, nua mãe, andava apressada com a garota por entre os becos, fazendo uma curva diferente aqui ou ali, até avistarem um grupo de ciganos que, aparentemente, estavam desmontando acampamento. Por algum motivo sua mãe ainda estava nervosa, tanto que não parava de olhar por cima do ombro certificando-se de que não estavam sendo seguidas, mas seu perseguidor veio da frente.

A facada foi rápida, na altura do abdômen, e Martha só conseguiu tirar Eleanor da direção do fio da arma, sendo atingida no lugar de sua filha, mas as duas conseguem derrubar o sujeito e correr. Ao se juntarem aos ciganos, elas enfim estavam protegidas e seguras para partir junto com o grupo em busca de terras novas e prósperas.

A pequenina Ellie só foi entender que o ferimento na barriga de sua mãe era sério uns três dias depois. O grupo parou próximo à um rio para descansar, mãe e filha ficaram mais afastadas, logo abaixo de um grande sabugueiro. A mãe de Eleanor ardia em febre, seus olhos estavam fundos, a boca roxa e as unhas sem cor, a mulher também estava muito fraca e sentindo dores nas juntas. Martha estava tão debilitada que, assim que deitou, pegou logo no sono. Dormiu tão profundo que, quando o grupo de ciganos começou a partir, a pequenina Eleanor não conseguiu acordar sua mãe de jeito nenhum. O dia passou, a noite chegou e, com ela, o frio. Ellie acreditava que sua mãe estava, assim como ela, sentindo a temperatura baixa, pois sua pele estava gelada. A garotinha então se deitou, abraçou sua mãe e a abraçou a fim de esquentá-la, em pouco tempo caiu no sono.

Quando o dia raiou, 3 figuras encapuzadas cercavam as duas, dois homens e uma mulher. Seus sobretudos pretos eram tão cumpridos que tampavam seus pés. Quando Eleanor acordou, acabou se assustando com os desconhecidos que as observavam e, exasperada, tentou acordar sua mãe. Ela a sacudia, berrava e chorava, pois aquela que era sua única família não queria abrir os olhos. O medo dos desconhecidos logo deu lugar à tristeza em entender o que tinha acontecido com Martha. Quando o homem se aproximou, Ellie já estava sem forças para fazer nada, a fome e o cansaço aviam ganhado da menina. A surpresa veio quando o mesmo homem misterioso removeu seu capuz, revelando ser um idoso, careca, repleto de marcas estranhas em seu pescoço e de olhos amendoados. O mais estranho era que ele chorava, quase na mesma proporção que Eleanor.

A garotinha estava encolhida ao lado de sua mãe quando o velho estendeu a mão para que ela levantasse. No mesmo momento em que aceitou o chamado do homem, um grupo de corvos alçou voo fazendo muito barulho e estardalhaço e, no final do dia, a pequenina Eleanor Martinez estava encontrando a sua mais nova família.

[FIM DO FLASHBACK]

— Eleanor Martinez! — Uma voz grossa chamou do outro lado do círculo luminoso.

— Estou aqui. — A garota respondeu com calma e firmeza.

— Por favor, entre no círculo de canalização.

A garota assim o fez, ficando em seu centro. O grupo que circundava o círculo continuava murmurando, cantando e entoando um cântico irreconhecível.

— Estamos para iniciar o seu rito de passagem — Continuou a voz. — Você, Eleanor Martinez, está ciente das consequências?

— Sim. — Ela respondeu de prontidão, ainda mantendo a calmaria no tom de voz.

— Você jura lealdade ao nosso povo, à nossa causa e aos seus superiores?

— Sim.

— Você jura lutar por nós, se entregar por nós e, se preciso, morrer por nós?

— Sim.

— Eleanor Martinez, filha de Martha Martinez, descendente de Vedryt e renegada da Casa Leste, você renuncia às leis da Coroa, renuncia ao Reino de Herigard e jura lealdade às leis das Bruxas?

— Sim.

— Então. — A voz se aproximou. — A partir desta noite, você irá se entregar de corpo e alma ao nosso clã. — E, se revelando, o mesmo homem velho e careca que ergueu a mão para a garotinha no passado, entra no círculo junto dela. Ela usava apenas um short branco, de tecido simples e segurava um punhal de ouro. — Sua energia irá se intensificar, criança, e você terá forças para levar nosso povo à vingança.

Nesse momento Eleanor ficou um pouco confusa, ninguém tinha falado nada sobre outro membro participando de seu rito de passagem, e muito menos sobre um punhal fazendo parte do mesmo. Ainda assim, ela aguarda, obediente.

O velho então levanta o punhal sobre a cabeça, com a lâmina para baixo, e abre o outro braço.

— QUE AS FORÇAS ASTRAIS GUIEM NOSSO POVO ATRAVÉS DE ELEANOR MARTINEZ. EU, NORMAN KNOX, FIEL SEGUIDOR, INVOCO OS PODERES DIVINOS E SOBRENATURAIS DOS DEUSES MAIS ANTIGOS PARA QUE DEEM À ESSA MAIS NOVA MEMBRO TUDO O QUE ELA PRECISA PARA TRAZER A JUSTIÇA. NOSSA JUSTIÇA. E QUE VEDRYT ACEITE ESSA OFERENDA. — O velho baixou o punhal com força contra seu próprio estômago, caindo de joelhos.

— NÃAAOO!! — Ellie tentou impedir a ação do careca, mas era tarde demais.

Seu corpo tinha paralisado e, quando viu, milhares de mãos saiam do chão a agarrando. Braços putrefatos, podres e gelados seguravam os braços, pernas, dorso, cabeça e ombros da menina. Quanto mais ela lutava mais eles apareciam. O cheiro forte de carne em decomposição invadiu suas narinas e a luz azulada do círculo ficou vermelha. O corpo do velho tombou para frente e cada vez mais sangue saia de sua barriga, inundando o chão. Os bruxos rodeavam o círculo mágico cantando mais forte e mais energicamente aquele cântico macabro.

Um trovão rugiu forte do lado de fora e, além de sentir o chão tremer, Martinez sentiu a energia passar por seu corpo. Queria gritar, queria correr, queria sair dali, por um segundo ela fraquejou, mas os braços que apareciam a seguravam cada vez mais firme rente ao chão, impedindo seus movimentos e tampando sua boca. O círculo começou a girar e a luz avermelhada criou uma espécie de ciclone envolta da garota. Nesse momento ela viu um buraco se abrir na frente do corpo sem vida de seu antigo mentor e, assustadoramente, uma mão gigantesca sair de dentro da cratera. Era peluda, de cor vermelho-sangue e tinha garras grandes e amareladas, ele tateou o solo procurando alguma coisa até encostar no corpo inerte do careca, o agarrando com uma força demasiadamente exagerada.

Eleanor olhou envolta assustada para se certificar de que ela não era a única vendo aquilo, mas só nesse momento ela percebeu que o tornado vermelho, que circundava o círculo, impedia a visão tanto de quem estava dentro quanto de quem estava fora, como se uma parede de vento tivesse se levantado separando os dois lados.

Por um segundo achou que a mão demoníaca, que segurava o corpo do seu ex-mentor, fosse o carregar para dentro do buraco, mas ela permaneceu ali, parada e, depois de alguns segundos, Ellie percebeu que o corpo do velho estava se decompondo, rápido até demais. Sua pele secava, seus ossos começaram a aparecer, sua roupa tinha se desfeito e aos poucos ele foi se transformando em pó. Por algum motivo a garota pensou ter visto não só o corpo se desmaterializando, mas também a ama do velho.

Como se já não fosse suficiente, a mão demoníaca então começou a tatear mais uma vez o chão, procurando alguma coisa a mais, e Eleanor entendeu na hora que ela seria a próxima. Começou a se debater com mais força, mas completamente em vão. Quando finalmente a encontra, a mão demoníaca estende o indicador e toca na testa da garota com aquela unha pontuda, amarelada e suja. Nesse momento uma enxurrada de energia começa a descer por seu corpo. Ellie conseguiu ver as 5 Grandes Casas, suas terras, cidades, aldeias, cada um que vivia por ali, as Terras Além dos Reinos, o mar e o céu. Ela também viu poderes, magias, domínios e habilidades que nunca tinha visto antes. Histórias, ciências, alquimias e segredos. Mas, além de todas essas informações, ela também é preenchida com um sentimento de raiva, ódio, ira e desejo de vingança. Um sentimento muito forte contra aqueles que puniram, roubaram e maltrataram seu povo. Ela queria derrubar os poderosos, queria fazê-los sofrer e desejava por sangue. Sangue Imperial! Mas a enxurrada de informações e de ódio foi tão grande e de forma tão repentina que ela acabou desmaiando.

Quando acordou, estava sozinha na sala, seu corpo estava dolorido e suas vestes molhadas. Ela se levantou com dificuldades, sentindo o ar bem pesado à sua volta. Seus olhos ardiam, seus dedos mal conseguiam se fechar e sua cabeça rodava. Mesmo debilitada, uma coisa reverberava na cabeça de Eleanor:

— Queda ao Reino de Herigard! — Disse invocando o poder das sombras.



Habilidades

ARTES DAS TREVAS: Essa habilidade permite que o bruxo se simpatize com as sombras, utilizando delas ao seu favor e podendo conjurar criaturas formadas de puro breu como clones. Esses clones possuem a metade da barra de life e de energia dos próprios bruxos mas conseguem utilizar todas as suas habilidades de forma igual. {-40 de energia}

VERBO: É o poder mais importante de bruxas e feiticeiros, por meio deste poder podem evocar os elementos da natureza, plantas e animais; podendo comendá-los a fazer o que se bem entender como criar esferas, pequenos ataques direcionados até pequenos tremores de terra. {-30 de energia}


Agradecimientos a Frappuccino
avatar
Mensagens :
12
Data de inscrição :
21/11/2018
Localização :
Além do Leste
Emprego/lazer :
Pária
Nível :
1

Identificação Básica
Classe: Bruxo
Energia:
100/100  (100/100)
Life:
100/100  (100/100)

Eleanor Martinez
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Kai D. Renelf em Sex Nov 23, 2018 2:22 pm

Eu devo admitir que fiquei muito impressionado com vocês dois. Primeiro que, entenderam perfeitamente a ideia louca do forum (sei que é louca e obrigado por entenderem com maestria), segundo que a escrita de vocês foi ótima, uma leitura fluída e totalmente gostosa de se ler. Agora, o que mais me chamou a atenção foi o fato de como as suas fichas conversaram entre si. Dois bruxos, renegados, com raiva da sociedade. Fiquei maravilhado! Meus parabéns, fichas aprovadas!

_________________
avatar
Mensagens :
24
Data de inscrição :
31/08/2014
Localização :
Casa de Renelf
Emprego/lazer :
Rei
Nível :
30

Identificação Básica
Classe: Bruxo
Energia:
450/450  (450/450)
Life:
450/450  (450/450)

Kai D. Renelf
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MODELO DE FICHA DE PERSONAGEM

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum